Pesquise neste blog

Luzes acesas no painel, baixa potência... Veja sinais de que seu carro vai parar

Ter um carro em boas condições de funcionamento deixou de ser opção. Hoje é um ato de cidadania. O espaço disponível para circulação dos carros nas grandes cidades vem diminuindo. A prioridade para o transporte público é uma realidade irreversível. Cabe, então, ao motorista ter consciência e assumir a responsabilidade sobre a manutenção do seu veículo, porque ficar parado no meio de uma avenida, além de perigoso, atrapalha milhares de pessoas.


Alguns poucos problemas de ordem elétrica não podem ser evitados, mas a grande maioria das panes não aconteceria se os motoristas fizessem as manutenções preventivas ou mesmo ficassem atentos aos sinais de que algo não vai bem. Veja a seguir quais são os principais:

O ponteiro da temperatura está diferente?
O superaquecimento do motor é uma das causas. Vazamentos de água, mau funcionamento da válvula termostática ou da ventoinha provocam alterações no comportamento do ponteiro da temperatura.

Veículos com mais de 100.000 km rodados têm grandes chances de ter problemas na bomba d’água e no radiador, principalmente quando o motorista não usa aditivo na água.

O carro está menos potente?
Dificuldade para fazer o motor funcionar e a falta de potência (dificuldade para subir uma ladeira, por exemplo) podem ser indicadores de que sua bomba de combustível “vai abrir o bico”. Peça ao seu mecânico um teste de pressão. Se a bomba estiver baixa, é hora de substitui-la.

O marcador de combustível está parado?
Para aqueles que só usam álcool, vale ficar de olho no marcador de combustível. Álcool adulterado costuma danificar a boia de combustível que fica dentro do tanque. Como consequência, o ponteiro do marcador de combustível fica parado.

A primeira impressão que o motorista tem é que seu carro, de uma hora para outra, ficou muito econômico – só que não. É bem provável que ele fique sem combustível.

A luz da injeção eletrônica fica acesa?
Na maioria dos casos, isso é um aviso que seu carro está com problema em algum dos sensores da injeção eletrônica ou do sistema de ignição.

No primeiro momento, o módulo da injeção supre as informações do sensor danificado com um valor médio que permitirá a você seguir viagem, mas se não levar o carro para oficina, além do alto consumo de combustível, você poderá danificar outras peças do sistema e aí sim ficar na rua.


A luz do óleo, da água ou do câmbio acendeu?
Elas exigem estacionamento imediato. Procure um local seguro para estacionar seu carro e chame o guincho. Se o seu conhecimento de mecânica é pequeno, não arrisque. Seu carro está prestes a parar. E, se você insistir em rodar com alguma dessas luzes acesas, o prejuízo será tão grande que provavelmente você não se esquecerá deste texto.

A embreagem está trepidando?
O item começa a dar problema quando você sente uma trepidação cada vez que coloca a primeira marcha e põe o veículo em movimento. Você estará correndo um grande risco de ficar na rua no estágio seguinte. Quando você acelera o carro e ele parece não responder imediatamente, a rotação do motor sobe e o carro não anda, parece estar sem força, esta situação fica mais evidente ao tentar subir uma ladeira.

Ouviu um barulho no motor?
A correia do Alternador, ou correia Poly –V, é responsável pelo acionamento do alternador e, consequentemente, pela geração de energia elétrica do automóvel (veja mais informações no vídeo acima). Em alguns casos, quando ela começa a se desintegrar, é possível ouvir um barulho como algo chicoteando dentro do compartimento do motor.

Porém, na maioria das vezes, ela rompe sem dar aviso. Após a quebra, a luz do alternador acenderá no painel – e este é um aviso que você terá aproximadamente mais 15 minutos de motor funcionado (enquanto houver energia acumulada na bateria), tempo suficiente para estacionar o veículo em local seguro.

Recomendo a troca de todas as correias a cada três anos ou a cada 50.000 km, o que ocorrer primeiro.

Além dos itens destacados, use como referência o plano de manutenção contido no manual do proprietário do carro. Nele, estão discriminados quais itens devem ser verificados e com qual periodicidade. Até a próxima.

Qualquer dúvida a mais vá na IMPORTCAR! lá temos o melhor entendimento para seu veiculo. IMPORTCAR - SEU CARRO NO MELHOR LUGAR

Crédito: G1 Auto Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário