Pesquise neste blog

O motor do seu carro está 'fumando'?


O motor cansado é aquele que se desgastou internamente, gerando folgas excessivas entre anéis dos pistões e o os cilindros, e também entre bielas e virabrequim. Ele tem como sintomas, além da fumaça, falta de potência e alto consumo de óleo de motor (mais de 1 litro para cada 1.000 km) -- isto ocorre porque, devido às folgas, o lubrificante acaba invadindo a câmara de combustão e queimando junto com o combustível, gerando a famosa fumaça azulada.

Ruído metálico ao acelerar, ponteira do escapamento melada de óleo, velas encharcadas de óleo e baixa compressão nos cilindros também são indicadores que seu motor precisa de uma retífica. Veja no vídeo acima como é o processo.

O que faz o motor durar menos?
Todo motor possui uma vida útil e são muitas as variáveis que vão determinar quanto tempo ele funcionará corretamente, mas pode ter certeza de que a maioria dos problemas que diminuem a vida útil de um motor dizem respeito a você, motorista.

São muitos anos vendo motores travar (estragar) por esquecimento das trocas de óleo, por quebra da correia dentada, por atravessar áreas alagadas sem o devido cuidado ou por falta de água no sistema de arrefecimento. Eu sei que culpa pode ser do antigo proprietário, mas “a bucha” está na sua mão e, se seu carro esta consumindo um litro de óleo por mês, a tendência é só piorar.

Vale a pena arrumar?
Se você é daqueles que tem algum tipo de apego sentimental pelo carro, pode pular este parágrafo: leve-o para consertar e pronto. Agora, se seu carro é meio de transporte e o dinheiro fala mais alto, eu começaria cotando o preço da retífica do motor e compararia com o preço de mercado do seu carro.

Retificar o motor de um carro "popular" custa por volta de R$ 4.000, mas o valor exato você só saberá depois que abrir o motor. Quando o custo do reparo for igual ou superior a 50% do valor do carro, vale a pena verificar por quanto você consegue vender esse carro no estado em que ele está.

Vender um carro com motor retificado, com as notas fiscais, é bem visto por alguns compradores, mas não pense que você conseguirá algo a mais além do valor da tabela Fipe: apesar de ser um bom carro, é mercado que dita as regras.

Se sua opção for vender o carro com o problema, escreva isto no papel e peça para o comprador assinar. Nem pense em vender um carro com motor queimando óleo sem avisar o comprador: você “tem que olhar no espelho e gostar do que vê”.

Não tente economizar
Se chegou à conclusão de que vai mandar arrumar o carro, faça-o da melhor forma possível. Se alguém falar “Doutor(a), deixa a caranga aí que vou dar um jeito para o senhor (a) poder vendê-lo”, fuja imediatamente, não pergunte nem o preço: essa pessoa não é um mecânico.

Um profissional de qualidade sabe que, quando se abre um motor, é preciso trocar várias peças e retificar tudo que for necessário.

Um serviço de retífica compreende retirar o motor do carro e desmontá-lo completamente. Não vale a pena ficar na dúvida em relação a algum item a ser trocado. Pense uma coisa: já que o motor está aberto, faça bem feito e fique tranquilo, assuma o prejuízo e não deixe que este serviço se torne o começo de uma série de idas e vindas à oficina.

Quando você utiliza seu carro por 30 minutos, seu motor gira algo em torno de 45.000 vezes. É muito, não é? Por isso, todas as peças que estão trabalhando dentro deste motor têm que estar religiosamente dentro das medidas e tolerâncias recomendadas pelo fabricante. Para ter uma ideia, a folga entre o pistão e o cilindro do bloco deve ser de um terço da espessura de uma folha sulfite.

Então, minha sugestão é a seguinte: para peças internas, como pistões, anéis e bronzinas, utilize as originais ou de fabricantes que fornecem para as montadoras (sem a embalagem da montadora). Com certeza, estes fornecedores possuem processos de fabricação que garantirão a qualidade necessária para que o serviço tenha durabilidade.

Uma caixa de surpresas
Os motores podem ser retificados pelo menos duas vezes. Se seu carro é mais antigo e você não sabe se o motor já foi retificado, existe a possibilidade de que o bloco desse motor não admita mais nenhum tipo de retifica, pois as dimensões do diâmetro do cilindro já estão no limite. Neste caso, existem duas opções: trocar o bloco do motor ou "encamisar" o cilindro (prensar um tubo de aço dentro do cilindro para restaurar as dimensões originais).

A troca do bloco é melhor, mas é mais cara, e você terá um procedimento burocrático para regularizar a numeração deste novo motor junto ao Detran. "Encamisar" é mais barato, mas exige muita competência da retífica. Portanto, antes de autorizar a desmontagem, solicite os três orçamentos, caso os cilindros do bloco estejam fora de medida.

Eu precisaria de dez colunas para abordar todo o assunto detalhadamente, pois cada marca possui detalhes exclusivos que tornariam o texto muito técnico. Mas este é um bom começo para você iniciar a sua pesquisa.

Qualquer dúvida a mais vá na IMPORTCAR! lá temos o melhor entendimento para seu veiculo. 
IMPORTCAR - SEU CARRO NO MELHOR LUGAR



Crédito: G1 Auto Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário