Pesquise neste blog

Totalmente reformulado, novo Hyundai HB20 traz equipamentos inéditos


Por AutoPapo.com.br - Depois de uma semana revelando o carro em pílulas, a Hyundai lançou nesta segunda-feira (16), o novo HB20 e suas variantes sedã, HB20S, e com apelo aventureiro, o HB20X. O hatch será o primeiro a chegar ao mercado, em outubro. Os demais vêm ainda este ano, mas a data de lançamento ainda não foi definida.
O novo HB20 tem preços entre R$ 46.990 e R$ 77.990. O novo HB20S (sedã) tem valores entre R$ 55.390 e R$ 81.290. Por fim, o novo HB20X (“aventureiro”) custa entre R$ 62.990 e R$ 79.590.
Ao contrário do que às vezes acontece na indústria automobilística, o novo HB20 não conviverá com o antecessor. A antiga geração deixou de ser fabricada e, assim, não será oferecida sequer como versão de entrada. Toda a linha continuará com garantia de 5 anos, uma das mais longas do segmento.
Hoje, os principais concorrentes do novo HB20 são o Ford Ka e o Chevrolet Onix. Com o Ka, o modelo da Hyundai disputa a segunda posição em vendas no mercado brasileiro. O primeiro, o Chevrolet Onix, ganhou nova geração na semana passada. Mas a marca coreana também coloca o Toyota Yaris, os Fiat Argo e Cronos e os VW Polo e Virtus como adversários.

Novos equipamentos
Por dentro, o novo HB20 também foi completamente reformulado. O painel de instrumentos tem um conta-giros analógico e o resto em um mostrador monocromático digital. Essa opção fica restrita às versões mais caras. Nas de entrada, o velocímetro é analógico também.
Outra novidade é a adoção de uma central multimídia de 8 polegadas com tela sensível ao toque e compatível com Apple CarPlay e Android Auto. A tela fica destacada na parte superior do painel. Abaixo, o ar-condicionado tem comandos manuais, mas display digital nas versões superiores. A direção tem assistência elétrica.
Os bancos foram redesenhados e têm mais apoio lateral. Além disso, têm regulagem de altura – na atua geração, apenas a parte dianteira do assento se move alguns poucos centímetros. O volante também foi redesenhado.
O novo HB20 agregou equipamentos que não são ofertados na gama atual: sistema de prevenção de colisão frontal, com direito a frenagem autônoma de emergência, sistema de auxílio de permanência em faixa (não é ativo, ou seja, não atua esterçando as rodas), controle de cruzeiro (“piloto automático”), monitoramento da pressão do pneu (TPMS), mas apenas nas configurações top de linha Diamond Plus.
O compacto da Hyundai também tem controles de estabilidade e tração, encosto de cabeça e cinto de três pontos para todos os ocupantes do banco traseiro, câmera de ré (com linhas dinâmicas) e aletas para trocas sequenciais do câmbio automático.

Novo motor turbo e 1.6 mais potente
O novo HB20 terá três opções de motor: 1.0 de aspiração natural, 1.6 16 válvulas e 1.0 turbo com injeção direta, ambos com três cilindros. O primeiro já equipa a linha atual e oferece o mesmo rendimento (80 cv e 10,2 kgfm de torque com etanol). A única diferença é que ele, finalmente, perdeu o tanquinho auxiliar de partida a frio.
A conhecida unidade 1.6 de quatro cilindros também continua sendo oferecida, mas, agora é a mesma que equipa o Creta, com comando variável de válvulas. Ele, agora, tem 130 cv de potência e 16,5 kgfm de torque a 4.500 rpm (sendo 82% desta força a 1.500 rpm).
A grande novidade é o motor turbo. O compacto até teve uma versão 1.0 sobrealimentada, mas suas vendas foram pífias e o desempenho do modelo foi muito criticado.
Agora, o novo HB20 adota um motor turbo que segue a “receita de bolo” e conta com injeção direta. Ele tem 120 cv de potência (rotação não foi informada e 17,5 kgfm de torque a 1.500 rpm.
A transmissão manual será de cinco marchas para as opções 1.0 aspiradas. Versões com o 1.0 turbo terão apenas câmbio automático de seis marchas. Já as 1.6 16V terão opções automática ou manual, mas, neste caso, de seis velocidades.

Novo HB20 ficou maior
O novo HB20 manteve a mesma plataforma do HB20 atual, mas ela recebeu importantes mudanças: ficou maior, ganhou novos pontos de fixação da carroceria e está mais leve e resistente. A Hyundai garante que o compacto terá mais espaço para pernas, cabeça e ombros.
O hatch ficou 2 cm mais comprido e tem 3,94 metros. A largura cresceu na mesma proporção e tem 1,70 m. Um ganho importante foi no entre-eixos, que passou de 2,50 metros para 2,53 metros. A altura e o porta-malas permaneceram inalterados com 1,47 m e 300 litros de capacidade, respectivamente.
O novo HB20 sedã também ficou mais comprido, ganhou 3 cm somando 4,26 metros. Largura, altura e distância entre eixos têm as mesmas dimensões do hatch. O porta-malas passou de 450 litros para 475 l.
Já o novo HB20X se diferencia do hatch “convencional” pela maior altura total (1,54 metro) e maior vão livre do solo (total de 20,5 cm).


Novo HB 20 hatch Fotos: Hyundai | Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário